terça-feira, 30 de dezembro de 2008

UM SÓ CORAÇÃO

Você amado me põe em contato comigo mesma.
O amor que nos une, nos aproxima cada vez mais...
O amor acaba com as fronteiras entre os sentimentos do nosso coração.
Nada afeta o amor que sinto por você.
Meu amor cresce apesar das adversidades.
O amor que sinto por você influencia as minhas ações.
Amo você pelo simples fato de você existir.
Eu sempre vou amar você independente do que você diga ou faz.
Meu amor existe simplesmente porque existimos...
Meu amor aumenta como um sentimento vital que crio em meu coração.
E meu coração se encontra dentro do seu e o seu dentro do meu e assim os dois batem juntinhos...

5 comentários:

Profª Eni disse...

Norma, querida!!!

Te achei sem nunca te haver perdido... Te amo e quero afirmar o meu infinito carinho por tudo o que significas na vida de todos aqueles que um dia foram tocados por sua amorosa presença.
Norma seu blog é bonito e doce feito você. FELIZ 2009!!!!!!!

Profª Eni disse...

"Um só coração"

Um poema singelo, sensível, único!

Prabéns!

Dcl disse...

Norma querida. Fico pensando e procuro sentir o que é ser, verdadeira e efetivamente, o ser amado que põe alguém (o outro) em contato consigo mesmo. Existirá realmente essa pessoa ou, em grande ou mesmo na sua maior parte, dita pessoa acaba sendo construída por aquele que quer entrar em contato consigo mesmo? Sou partidário da lei da construção. Se almejamos um mestre construimos um mestre. Se desejamos fazer contato conosco mesmos construimos algo ou alguém que vai ser a ferramenta para a realização do nosso desejo. Parabéns pelo seu desejo; sorte para o seu amor. Dícler, seu fã e escravo da realização de alguns de seus sonhos.

Hamilton Cardoso disse...

Olá Norma... neste momento me sinto igual ao Paul Adler, quando ficou estupefato com seu desempenho. Quem a olha, não vê. Uma pessoa que sorri o tempo todo, e, parece ser do mesmo tamanho por dentro e por fora. Você, a partir de hoje sera um exemplo que citarei sempre, incitando as pessoas a olhar e VER, somente assim, podemos enxergar a gigante que mora ai dentro desta pequena pessoa. Parabéns, foi bom compartilhar esses 9 dias contigo, uma pena foi que eu não sabia ainda o que é olhar, e, efetivamente VER. Espero não cometer mais este erro no futuro. Você me ensinou, sem querer ensinar. Eis ai uma grande metafora. As pessoas que são mestras parecendo discípulas.

Catarina disse...

texto lindo, direto e profundo!
Adorei!